De fato, o iPhone é um sonho de consumo para várias pessoas, que não abrem mão de qualidade e inovação. Cada lançamento é aguardado ansiosamente pelos fãs da marca, que formam imensas filas para garantir o modelo mais recente.

Mas a pergunta que muita gente faz, realmente, é: como comprar iPhone mais barato Afinal, o custo do aparelho ainda é elevado demais para o orçamento da maioria das pessoas.

Se esse é o seu caso, tenha calma! Ter um celular da Apple é, sim, bastante possível. Continue lendo e confira nossas 8 dicas sobre como economizar na compra do seu iPhone!

1. Adquirir um celular refurbished

Apesar de muita gente ter preconceito com o serviço — por preocupação pela qualidade dos aparelhos ou por ter que passar por um processo para recuperar uma peça defeituosa —, a procura por um smartphone recondicionado pode ser uma opção bastante interessante. Ainda mais pela revisão rigorosa da Apple para termos um aparelho novo e completo.

A diferença de um celular recondicionado para um seminovo é que o primeiro passa por inspeções de qualidade, tanto pela própria Apple ou por empresas que trabalham com iPhone. Assim, dá para pagar menos por um smartphone que já foi usado, mas que foi reconstruído novamente para uso.

O Brasil não realiza esse serviço, mas você pode adquirir um refurbished em sites de leilão. Agora, caso você decida visitar os Estados Unidos (ou saiba de algum amigo/parente que vá), procure pelos sites da própria Apple ou Amazon.

Eles têm o mesmo programa utilizado pela Maçã, podendo oferecer preços muito mais atrativos para nós consumidores.

2. Optar pelos seminovos

Essa alternativa já é bem conhecida pelos brasileiros. Dá para conseguir um seminovo de conhecidos ou em sites, como o Trocafone.

Lembrando que é muito importante pesquisar os preços e ter 1 ano de garantia, pelo menos. Também não vale a pena comprar modelos muito antigos, já que você provavelmente terá problemas com a bateria e o desempenho das funções.

Outras opções para encontrar o iPhone usado por um preço mais baixo é pelo Mercado Livre e OLX. Contudo, você deve ficar bastante atento quanto à procedência do aparelho, se ele realmente está em boas condições e se tem garantia e nota fiscal inclusa.

3. Utilizar cupons de desconto

Os cupons de desconto são cada vez mais um grande atrativo para os clientes, independentemente do serviço ou produto. E, com os aparelhos da Apple, não foi diferente.

Fique de olho nos cupons de desconto de lojas virtuais. Procurando bem, é possível encontrar códigos de 10% a 25% em sites como o Cuponomia, por exemplo.

Outra opção é visitar o site Promobit, com cupons a partir de 5%, que expõe diferentes e-commerces para comprar os melhores preços. Já no site Picodi você pode encontrar cupons de 5% até 40% de desconto.

4. Comprar por um site intermediário

Se quiser economizar e comprar a mais nova versão do smartphone, dá para garantir o seu pelo Qwintry, que redireciona as suas encomendas dos Estados Unidos. Basta se cadastrar e o site entrega a você um endereço para compras na terra do Tio Sam.

Assim, o aparelho será enviado a um armazém, que o reenviará para o seu endereço no Brasil. E o melhor: como fica localizado no estado de Delaware, o produto não tem impostos comerciais.

Caso essa opção não agrade, você pode buscar pelos redirecionadores Shopfans e Shipito. Cada um deles tem seus prós e contras em relação aos preços de frete, condições de armazenagem e envio do produto. Por esse motivo, junto ao Qwintry, vale a pena comparar os preços.

5. Conferir em sites internacionais

Também é interessante pesquisar o seu iPhone em sites como e-Bay e Aliexpress. Só não se esqueça de olhar o câmbio do dólar do dia, para calcular se o valor final sairá mais em conta com as taxas de importação do que o preço original no Brasil.

Em relação ao e-Bay, caso tenha um pouco de conhecimento em inglês, você pode buscar por ofertas em leilões. Os preços costumam ser bastante atrativos, precisando você apenas ficar atento às qualificações do vendedor, se ele é de confiança, e ao estado do aparelho.

Sabendo como programar lances, um aparelho que esteja em boas condições pode ser um ótimo negócio.

Gostou do que leu até aqui ?Quer receber novidades do mundo Apple no seu email ?Fique tranquilo não iremos pertuba-lo com SPAM.

6. Comparar os valores

Isso pode parecer mais trabalhoso, mas a pesquisa recompensa esse esforço. Com ferramentas como o Google Shopping ou Zoom, você pode encontrar um iPhone por um preço menor. E, se juntar isso ao cupom de desconto, de que falamos anteriormente, já dá para economizar bastante!

Outro bom exemplo para comparar preços é utilizar o site do Buscapé, que é uma ótima ferramenta de pesquisa para casos como comprar iPhone mais barato.

7. Esperar o ano seguinte

Se você não dispõe do valor necessário para o iPhone do ano, a melhor ideia pode ser comprá-lo no próximo. Isso porque, com a chegada de um lançamento, os modelos mais antigos podem ficar até 20% mais baratos.

Aliás, essa ideia pode ser ainda mais interessante quando o sucessor não parece ter mudanças muito significativas. Ainda assim, o preço do modelo ultrapassado tende a cair bastante.

8. Utilize Cashbacks

Por fim, essa prática funciona de forma semelhante aos cupons — a diferença é que o valor descontado é recebido depois da compra. Acha confuso? Na verdade, ela é bem simples.

Ao realizar compras utilizando os sites de cashback, o valor da recompensa é armazenado em uma carteira do site. Então, ao alcançar o valor mínimo estipulado pela empresa, você poderá transferi-lo diretamente para a sua conta bancária.

O Méliuz é um grande exemplo, contendo mais de 1600 lojas parceiras. Seu valor mínimo de recompensa é de 0,75% do valor do produto escolhido, chegando até a 150%, em casos especiais. E o valor mínimo para resgate é de 20 reais.

O site ainda permite, em algumas ocasiões, tanto usar um cupom de desconto da loja quanto oferecer o cashback no mesmo pedido, diminuindo ainda mais o valor da compra.

Usando esse tipo de recurso, contudo, é importante que você confira o preço real do produto antes e depois do cashback, pois pode ser que, ao utilizar o recurso, você acabe anulando uma promoção do próprio site. Fique atento a esse detalhe.

Enfim, como vimos, para quem é apaixonado por tecnologia é possível, sim, aliar qualidade a um preço mais acessível. Mas sempre tenha cuidados quando vir uma oferta vantajosa demais.

Analise se o produto oferecido tem todos os componentes, se o vendedor é confiável e até se o site — no caso de uma compra virtual — tem credibilidade.

E aí, gostou do post? Agora que já sabe como comprar iPhone mais barato, quer ainda mais dicas sobre tecnologia e iPhones? Então aproveite para curtir a nossa página no Facebook!