Como o áudio espacial da Apple está revolucionando a indústria

A Maçã aproveitou o lançamento do iOS 15 para aprimorar o recurso O áudio de […]

Publicado em: , por Bia Lemos

A Maçã aproveitou o lançamento do iOS 15 para aprimorar o recurso

O áudio de cinema chegou ao iPhone há pouco, mas já está revolucionando a relação dos usuários com seus smartphones. Trata-se de um recurso tão realista e imersivo, que se torna praticamente impossível distinguir de qual direção vem o som e é exatamente isso: ele vem de todos os lados.  E as novidades não param por aí. A Apple aproveitou o lançamento do iOS 15 para incluir mais uma função: o Áudio espacial com rastreamento de cabeça.

O nome pode soar estranho, mas é autoexplicativo. Quando a função estiver ativa, o áudio espacial será ajustado de acordo com os movimentos do usuário. Por enquanto, apenas os conteúdos da Apple Music podem ser reproduzidos com a tecnologia. Ah, além disso, para curtir a intensidade do som, é preciso usar AirPods Pro ou Max.

Zene Lowe, DJ, produtor e apresentador do Apple Music explica o que a novidade representa para a indústria. 

“Em tempos modernos, a música se resume a inovação. Tantas tecnologias foram inventadas para tocar, gravar, misturar e compartilhar música: de gravações multicanais a guitarras, microfones e sintetizadores, de delay de fita e samplers a MIDI e iPod. Com o Áudio Espacial, músicos, engenheiros e produtores têm acesso a uma nova ferramenta que traz uma nova experiência 3D a milhões de pessoas”, conclui.

Lowe comparou o áudio espacial à tecnologia HD das TVs, traçando um paralelo sobre o futuro da indústria fonográfica, que está cada dia mais próxima de alcançar a perfeição, e com devices que cabem na palma da mão. Áudio de cinema não é mais exclusividade de cinema, né?

Mais Notícias

Todos os posts carregados