As evoluções mais notáveis dos iPhones

Nos últimos 14 anos, a Apple tem se debruçado em entregar ao público versões surpreendentes […]

Publicado em: , por Bia Lemos

Nos últimos 14 anos, a Apple tem se debruçado em entregar ao público versões surpreendentes do mesmo produto: o iPhone

Há 14 anos, Steve Jobs subia ao palco de um evento anual realizado pela Apple desde 1980 para marcar a história com o lançamento do iPhone. Na ocasião, ele afirmou lançaria três produtos: “Um iPod, um telefone, um aparelho de internet”. Enquanto a plateia tentava entender quais seriam os produtos tão revolucionários nos idos de 2007, Jobs apresentou o iPhone. Um conceito que, de fato, revolucionou a história.

De lá pra cá, o smartphone mais famoso do mundo ganhou muitas versões e incontáveis funcionalidades. A iCaiu listou abaixo as mudanças mais notáveis do carro-chefe da Apple.

O Pioneiro

O primeiro iPhone foi lançado em janeiro de 2007 por 500 dólares, o dobro dos valores dos smartphones da época. A audácia da Apple em lançar, há quase 15 anos, um celular tão diferentão foi alvo de muitas críticas, especialmente pelo valor. Os consumidores já conheciam alguns smartphones fabricados pela concorrência, mas nada como o iPhone.

Embora nas últimas décadas a tecnologia tenha evoluído rapidamente, é impossível analisar as mudanças dos iPhones sem citar algo tão evidente: o design. O primeiro iPhone possuía bordas arredondadas, câmera (traseira, apenas!) discreta e o famoso botão home. Isso mesmo. Na era dos teclados Qwerty, a Apple já apostava no touch screen.

Tudo muito incrível no iPhone 3G, mas a câmera…

De fato, aquele novo universo apresentado pela Apple era encantador. Se atualmente seus lançamentos causam alvoroço, imagine a expetativa para um novo aparelho há alguns anos, quando a tecnologia não era capaz de fazer nem metade do que faz hoje.

Embora as funcionalidades surpreendessem para a época, a resolução da câmera, do iPhone 3G (2008), de apenas 2MP, era uma grande decepção – e isso demorou para mudar, só aconteceu, de fato, com o lançamento do iPhone 5 – Ah, e tem mais: além de ruim, a câmera não tinha flash.

Em um ano, a Apple deu um salto gigante, equipando o aparelho com GPS, um luxo para a época, e com acesso à internet.

O design do iPhone 5 e o TouchID do 5s

Não poderíamos deixar de fora desta lista o querido e compacto iPhone 5. Lançado em setembro de 2012, o iPhone 5 é um divisor de águas para a Apple. Com a traseira em inox e uma faixa fosca, o modelo fez sucesso e influenciou modelos lançados recentemente pela maçã.

A versão mais sofisticada do aparelho, iPhone 5s, inaugurou o TouchID, leitor de impressão digital para o desbloqueio da tela, recurso que ganhou uma releitura ainda mais moderna há alguns anos: o reconhecimento facial.

E como esquecer o primeiro iPhone com a câmera frontal centralizada? Ah, isso melhorou muito nossas selfies! Nos modelos anteriores, a câmera ficava na lateral superior. E como o normal é olhar para a frente na hora de uma foto,as pessoas costumavam esquecer deste detalhe no iPhone e as selfies não ficavam muuuito boas, digamos.

iPhone X

Em 2017 a Apple decidiu apostar todas as fichas para melhorar a performance das câmeras. Visando fisgar a fatia mais jovem do mercado, que tende a utilizar mais as redes sociais e, por isso, valorizar todas as funções que melhoram as imagens, a Apple adicionou uma câmera secundária, também com 12 MP.

Em 10 anos, o salto evolutivo foi gigante: além de ganharem câmera frontal, os iPhones foram equipados com flash, e com câmeras cada vez mais potentes e semiprofissional.

Poderíamos escrever inúmeros parágrafos sobre as melhorias dos aparelhos da maçã ao longo dos anos. Afinal, são inúmeras, e a Apple não brinca em serviço e só entra no mercado para ganhar e revolucionar.

Mais Notícias

Todos os posts carregados