Coleção de pulseiras coloridas do Apple Watch homenageia 22 nações

A edição comemorativa do wearable faz referência às cores das bandeiras de vários países A […]

Publicado em: , por Bia Lemos

A edição comemorativa do wearable faz referência às cores das bandeiras de vários países

A Apple continua engajada e comprometida a pensar fora da caixa, especialmente em termos de design. Este ano, a Maçã lançou novos modelos de pulseiras e mostradores para Apple Watch. São 22 opções multicoloridas, que homenageiam 22 países, entre eles, o Brasil. O lançamento teve como plano de fundo as Olimpíadas.

A Coleção Internacional para Apple Watch com 22 pulseiras loop esportivas em edição limitada, traz listras diagonais em todos os mostradores e funcionam como uma bandeira wearable, ou seja, uma maneira de apoiar e torcer pelos atletas que tanto se prepararam para este grande momento para o esporte.

“Cada pulseira tem um respectivo mostrador Listras para baixar com cores que os clientes do mundo todo podem usar para personalizar o Apple Watch e mostrar com ousadia que apoiam o país”, diz a Apple em comunicado.

A coleção homenageou os seguintes países: Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, China, Dinamarca, França, Alemanha, Grã-Bretanha, Grécia, Itália, Jamaica, Japão, México, Países Baixos, Nova Zelândia, Rússia, África do Sul, Coreia do Sul, Espanha, Suécia e Estados Unidos.

Na divulgação, a Apple apostou em uma figura de peso do esporte: Amy Van Dyken, ganhadora de 6 medalhas de ouro por seu desempenho em competições de natação. Amy lesionou a medula e hoje necessita de cadeira de rodas, mas isso não a fez ficar menos ativa, pelo contrário: ela se tornou ativista pelo direito dos deficientes e praticante de crossfit.

“Sou muito competitiva e teimosa”, disse Van Dyken, “e acho que muitos atletas dos eventos que participei têm um pouco disso. É óbvio que todo atleta no auge da carreira tem talento, mas também tem uma energia indescritível e o mesmo espírito competitivo.”

Usuária antiga do Apple Watch (ela já usou todos os modelos, inclusive o original lançado em 2015), Van Dyken admite que seu lado competitivo ainda transparece com a família. 

Mais Notícias

Todos os posts carregados