Apple doa US$ 1 milhão à ONG que apoia comunidade LGBTQ+ nos EUA

A Encircle oferece apoio psicológico e escuta afetiva aos jovens e seus familiares

Publicado em: , por Bia Lemos

Embora a Apple não deixe claro seu posicionamento político, a gigante de tecnologia costuma defender bandeiras consideradas importantes para a empresa e para a sociedade, como a causa LGBTQ+. Como parte dessas ações de acolhimento e defesa das minorias, a Apple doou 1 US$ à Encircle, organização sem fins lucrativos que oferece acolhimento e tratamento psicológicos a jovens LGBTQ+ e suas famílias.

Além da quantia destinada à ONG de Utah, a maçã também se comprometeu a doar equipamentos eletrônicos para ajudar a expandir a programação virtual da Encircle. 

Em fevereiro, a organização iniciou uma campanha para arrecadar fundos e mobilizou líderes de diversas áreas, como música, negócios e tecnologia. Ao todo, foram doados US$ 4 milhões. O valor será investido na construção de novas sedes em Utah, Idaho, Nevada e Arizona.

A atmosfera acolhedora da Encircle, aliada às atividades desenvolvidas no local, ajudam esses jovens, muitos enfrentando a depressão, ansiedade e outros problemas psicológicos, a encontrarem seus iguais, e perceberem que não estão sozinhos nessa luta. 

Michah Toelupe, um dos frequentadores assíduos da ONG, e um dos poucos gays em sua escola na zona rural de Utah, lutava contra a depressão e a ansiedade quando encontrou uma segunda casa para chamar de lar. 

“O efeito que teve aqui é tão insano, realmente salvou minha vida. Você pode entrar em casa e estar rodeado de pessoas que vão amar e respeitar quem você é” resume. 

Outras ações da Apple

Fonte: Apple

Em 2020, a Apple desenvolveu, junto à Nike, uma edição comemorativa da pulseira do Apple Watch. O valor arrecadado nas vendas do acessório foi destinado a organizações que apoiam a comunidade LGTBQ+ e desenvolvem trabalhos vitais em prol desta minoria em todo o mundo. 

A maçã está cada dia mais empenhada em cumprir seu papel na social. Em fevereiro deste ano, em comemoração ao mês da História Negra nos Estados Unidos, a gigante destacou em suas plataformas, artistas e autores negros a fim de dar mais visibilidade à luta contra o racismo no país.

Mais Notícias

Todos os posts carregados